Como começar a importar produtos

Com a crise financeira e com a alta do dólar, a maioria das pessoas pensam que importar se torna algo inviável e realmente caro. Não há como negar que o preço do produto importado sobre se o dólar hoje, mas ninguém pensa que o produto nacional também sobe.

Isso será melhor explicado ao longo do texto, mas o que você precisa entender nesse momento é que importar produtos pode ser uma ótima opção de renda extra, ao revende-los, e que é algo a se considerar.

Isso tanto é verdade que o governo tem subido, ainda mais, as taxas de importação de algum produto, a fim de incentivar o crescimento da industrial nacional em seus respectivos segmentos.

Agora, sem mais delongas, vamos ao que interessa:

Por que o preço do produto nacional acompanha a alta do dólar?

dolar subindo

Primeiro temos que entender como o produto final – aquele que chega até você, que é comprado na loja – é desenvolvido. O processo é feito em diversas etapas, e principalmente, de diversos materiais.

Imagine um celular: ele é feito de plástico/alumínio, chips eletrônicos, memória, processador, dispositivos de áudio, placas gráficas e diversos outros materiais. Se algum desses for importado, o preço de produção aumenta e, consequentemente, o preço do produto final também (entenda melhor do que são feitos os celulares)

Isso quer dizer que não é porque um produto é produzido dentro do país que a importação não valerá a pena. Tenha isso em mente quando for comprar algo, sempre pesquise sobre a importação desse mesmo produto e veja qual valerá mais a pena. Em 80% dos casos, importar sempre sairá mais barato, mesmo com as taxas abusas de importação que o nosso governo cobra.

Qual é o melhor produto, para importar e revender?

importar roupas

Sem dúvida o mercado de eletrônicos, por possuir um alto valor agregado é o mais lucrativo. Porém, para entrar nesse mercado é necessário criar um certo estoque de mercadorias importadas para, então, revende-las e lucrar. Isso demandará muito capital (investimento!) e pode não ser a melhor opção para começar.

Então, para quem está apenas começando e quer ter uma renda extra importando e revendendo, o conselho unânime nessa hora é partir para o mercado de roupas. Não é tão simples aprender as melhores formas, e mais eficientes, de se importar roupas. Para as pessoas que desejam realmente levar isso a sério, recomendo o site quero revender roupas.

Em busca da clientela

Depois de aprender a importar seus produtos, você precisa de uma clientela. É altamente recomendado que já tenha alguns clientes “engatilhados” antes de encomendar sua primeira remessa e ir crescendo aos poucos. Não apresse as coisas, vá devagar, aprendendo entre um processo e outro.

Com certeza, se você fizer um trabalho bom, sua fama se espalhará e as pessoas começarão a te procurar e encomendar produtos. Nessa hora você pode ampliar seus negócios da forma que quiser: abrindo uma lojinha, um site ou qualquer coisa do tipo – o importante é sempre crescer e não se acomodar.